Copa do Brasil 2018: Ceará terá estreia fora de casa contra o Brusque/SC
Copa do Brasil

Copa do Brasil 2018: Ceará terá estreia fora de casa contra o Brusque/SC

Competição contará com premiação recorde e mudanças no regulamento

(Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)

Na tarde dessa sexta-feira, 15/12, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou os confrontos da 1ª fase da Copa do Brasil. Após sorteio realizado no auditório da instituição, no Rio de Janeiro, foram definidas as 40 partidas iniciais do torneio nacional. O Ceará tem estreia marcada contra o Brusque, equipe de Santa Catarina. Por ser melhor colocado no Ranking Nacional de Clubes, o Alvinegro joga pelo empate para classificar-se à fase seguinte. Além do Vovô, Ferroviário e Floresta também representarão o estado na competição.

Dos 91 times participantes da Copa do Brasil, 11 adentram à competição somente nas oitavas-de-final: Chapecoense/SC, Corinthians/SP, Cruzeiro/MG, Flamengo/RJ, Grêmio/RS, Palmeiras/SP, Santos/SP e Vasco/RJ (classificados para a Copa Libertadores da América); Bahia/BA (Campeão da Copa do Nordeste); Luverdense/MT (Campeão da Copa Verde) e o América/MG (Campeão do Brasileirão Série B).

Nesta edição da Copa, o Regulamento Específico da Competição (REC), conta com duas novidades em relação ao modelo atual. Em 2018, não haverá o gol qualitativo (tento marcado fora de casa que favorecia nos critérios de desempate) em nenhuma fase do certame. A outra mudança se deu na logística extra-campo. As equipes terão prazo estendido na data limite para realizar as inscrições dos atletas. Em 2017, o prazo foi até o dia 24 de abril. A partir de 2018, o prazo será até 30 de julho, período esse que antecede às disputas de quartas-de-final.

Além das novidades, outro fator que promete agregar ainda mais importância à competição é o reajuste no valor das premiações. Em 2018, nenhuma outra competição terá maior atrativo econômico que a Copa do Brasil. O campeão embolsará nada menos que R$ 50 milhões; o vice levará para casa R$ 20 milhões. Já as equipes semifinalistas ganharão R$ 8 milhões, e os times que chegarem às quartas-de-final receberão R$ 4 milhões cada.

Em entrevista, Roberto Caboclo, diretor executivo de gestão da CBF, definiu as melhorias nas premiações como algo histórico que valoriza muito a competição. “O montante que será pago ao campeão, por exemplo, pode equivaler a mais de um terço da receita anual de 14 dos 20 clubes da Série A do Brasileirão. Com certeza teremos uma competição renovada e eletrizante”, garantiu o dirigente.

A melhor participação do Ceará na Copa do Brasil foi em 1994. O Alvinegro ficou com o vice-campeonato após encarar o Grêmio na final.

Participe das nossas promoções, clique AQUI e faça seu cadastro.


Relacionadas

Últimas