Ceará Sporting Club declara apoio ao Movimento Doe de Coração
Ceará Sporting Club

Ceará Sporting Club declara apoio ao Movimento Doe de Coração

Clube promoverá ações em prol da campanha de doação

(Foto: Bruno Aragão/CearaSC.com)

O Ceará Sporting Club formalizou oficialmente nesta quarta-feira, 13/9, apoio ao Movimento Doe de Coração, campanha institucional de incentivo à doação voluntária de órgãos e tecidos da Fundação Edson Queiroz, mantenedora da Universidade de Fortaleza (Unifor). Pela parceria, o Alvinegro de Porangabuçu divulgará a campanha nos dias de jogo e em suas mídias sociais e contará com a adesão de jogadores e membros da comissão técnica, que darão declarações de incentivo à doação de órgãos e tecidos.

A formalização do apoio do Ceará ao Movimento Doe de Coração aconteceu hoje, 13/09, 15h na Arena Castelão, momentos antes do treino do time, e contou com a presença do diretor de Marketing do Clube, Lavor Neto, do diretor do Centro de Ciências da Saúde da Unifor, professor Flávio Ibiapina, de jogadores e membros da comissão técnica do alvinegro e do transplantado João Batista dos Santos.

O início da campanha de divulgação acontecerá já na próxima partida do Ceará, sexta-feira próxima, 15/09, contra o América/MG, pela 24º rodada da série B do Campeonato Brasileiro, às 21h30, na Arena Castelão. Torcedores kids do alvinegro e transplantados entrarão com camisas e balões da Doe de Coração. As vovozetes, animadoras de torcida do Ceará, circularão antes e no intervalo da partida com faixa conclamando torcedores a aderir à doação de órgãos e tecidos.

Para o artesão João Batista dos Santos, o transplante representou o seu renascimento. “Prova de amor maior não há do que doar a vida ao seu irmão. Eu precisava receber aquilo com muito amor, como se fosse uma joia mais preciosa da minha vida”, declara. Ele, que teve fígado transplantado, faz um apelo chamando a atenção para a importância da doação: “eu pediria a todas as famílias que fizessem mais uma prova de amor em um momento de angústia, que é difícil, mas não é impossível, uma vida florindo a outra”.

O movimento é uma proposta de cidadania e responsabilidade social da Fundação Edson Queiroz que reflete no aumento de doadores no Ceará e pretende reduzir ao máximo o tempo de espera na fila para doação a fim de constar saldo positivo, meta já alcançada, por exemplo, na fila para transplante de córneas, que se encontra zerada. Isso indica que não há necessidade de espera para a realização da cirurgia, pois o tecido já está disponível. Para ser doador, não precisa deixar mais nada por escrito, basta avisar à família sobre a vontade de doar.

Participe das nossas promoções, clique AQUI e faça seu cadastro.


Relacionadas

Últimas